VOCÊ SABE O QUE É IMUNIDADE?



Imunidade é a  capacidade do organismo de se defender de invasores, no caso vírus, bactérias ou fungos que possam causar doenças. Quando ela se encontra baixa, ficamos muito mais suscetíveis a desenvolver desde  pequenas a grandes infecções e quadros como gripes.

IMUNIDADE BAIXA E O QUE PODE ACARRETAR

A imunidade baixa, cientificamente chamada de imunodeficiência, ocorre quando o organismo do paciente está com sistema imunológico fragilizado. Em sua maioria, isso ocorre devido à doenças crônicas ou passageiras.

Veja a seguir os fatores que contribuem para a queda da imunidade:

• Sono ineficiente;

• Longos períodos de estresse;

• Alimentação deficiente;

• Sedentarismo;

• Variações hormonais;

• Certos medicamentos, como corticoides;

• Algumas doenças, como lúpus eritematoso e câncer;

• Tratamentos, como quimioterapia;

• Obesidade;

• Predisposição genética;

• Gestação.

SINAIS QUE PODEM INDICAR IMUNIDADE BAIXA:

1. Aftas

2 . Cansaço

3 .Problemas intestinais

4. Mãos frias

5. Queda de cabelo

6. Erupções cutâneas

7. Doenças autoimunes

8. Adoecimento constante

9. Duas ou mais pneumonias no ano

10. Episódios de candidíase


MELHORANDO A IMUNIDADE


Melhorar a imunidade muitas vezes não é tão difícil quanto parece. Pequenas mudanças são capazes de realizar uma grande diferença das células de defesa do corpo humano. Acompanhe as principais ações que podem aumentar a imunidade baixa.


Dormir bem


O organismo precisa de energia para combater os micro-organismos nocivos à saúde. Isso é possível com uma adequada quantidade e qualidade de sono. Esse fato pode explicar porque a gripe e outras infecções aumentam a vontade de dormir.

A falta de sono adequado apresenta efeito similar no sistema imune que o estresse, de forma a interromper a produção normal das células de defesa que compõem o sistema imunológico. Recomenda-se que os adultos tenham pelo menos 7 horas de sono ao dia para manter o sistema imune funcionante.


Fazer exercícios


As atividades físicas regulares são extremamente importantes para uma vida saudável, visto a melhoria da saúde cardiovascular, redução da pressão arterial, controle de peso, e prevenção de inúmeras doenças. Assim como bom período de sono, os exercícios contribuem para manter o sistema imunológico saudável, gerando rápidas respostas contra infecções.



Evitar o estresse


Aumentando as chances de adquirir problemas de saúde, o estresse é uma resposta física do organismo que libera substâncias propícias para a baixa imunidade. Por esse motivo, é essencial adotar medidas para reduzir ou controlar o estresse, como meditação, acupuntura, ioga, e outros.


Caprichar na suplementação


A deficiência de algumas vitaminas e minerais pode enfraquecer o organismo, resultando na imunidade baixa. É o caso de vitaminas como A, C, D e E, bem como ácido fólico, zinco e ferro.

Ainda que seja recomendável preferir nutrientes obtidos por fontes alimentares, a suplementação pode ser o caminho mais rápido para melhorar a imunidade, desde que seja prescrita por um médico.

Ter uma alimentação equilibrada

Por fim, uma das principais formas de melhorar a imunidade baixa é por meio de uma alimentação equilibrada. Manter dieta saudável com variados alimentos é uma das melhores maneiras de fortalecer as defesas imunes. Por isso, aposte nos mais variados grupos de alimentos, sempre evitando condimentados, ultraprocessados, açúcares e gordura em excesso.



O  consumo de frutas e vegetais diariamente,  já garante uma defesa melhor para o seu organismo.

Anote aí: o consumo deve ser de cinco porções por dia, sendo três de frutas e duas de vegetais.

Confira a dica de vários alimentos que podem melhorar sua imunidade e não deixe de incluí-los no seu prato:



1. Frutas cítricas

Frutas cítricas como laranja, acerola, kiwi são ricos em vitamina C, antioxidante que aumenta a resistência do organismo.


2. Vegetais verdes escuros

Alimentos como brócolis, couve, espinafre são ricos em ácido fólico. O nutriente auxilia na

formação de glóbulos brancos, responsáveis pela defesa do organismo


3. Alimentos ricos em zinco

Carne, cereais integrais, castanhas, sementes e leguminosas (feijão, lentilha, ervilha, grão de bico), são ricos em zinco, nutriente que combate resfriados, gripes e outras doenças do sistema imunológico


4. Oleaginosas

Além de zinco, as nozes, castanhas, amêndoas e óleos vegetais (de girassol, gérmen de trigo, milho e canola) são ricos em vitamina E. Ela é benéfica, principalmente para os idosos, agindo no combate à diminuição da atividade imunológica por conta da idade


5. Tomate

Rico em licopeno, o tomate é forte aliado para combater doenças cardiovasculares, removendo radicais livres do organismo


6. Alimentos fonte de ômega-3

O ômega 3 presente, por exemplo, no azeite e no salmão, auxilia as artérias a permanecerem longe de inflamações, ajudando a imunidade do corpo.


7. Gengibre

Rico em vitaminas C, B6 e com ação bactericida, o gengibre pode  ajudar a tratar inflamações da garganta e auxilia nas defesas do organismo.




8. Pimenta

A pimenta é fonte de betacaroteno, substância que se transforma em vitamina A, nutriente que protege o organismo de infecções.



9. Iogurte

O consumo regular de iogurte ajuda a recompor as bactérias benéficas da flora intestinal - chamadas probióticos. Elas são verdadeiros soldados lutando para expulsar do organismo as bactérias "ruins". Esses microrganismos contribuem para aumentar a imunidade. O intestino saudável é capaz de separar o que não nos faz bem e absorver os principais micronutrientes, como as vitaminas.


10. Alho

O alho, além de trazer um sabor delicioso para os mais diversos pratos, reduz e ajuda a diluir o muco nos pulmões, sendo eficaz contra tosse persistente e bronquite. Por ser rico em vitamina A, C e E, alho é um forte aliado para reforçar o sistema imunológico.


11. Cebola

A cebola é rica em substâncias anti-inflamatórias, antivirais, antiparasitárias, antibacterianas e antifúngicas, como a alicina, que ainda reduz o risco de alguns tipos de câncer, como o de boca, laringe, esôfago, cólon, mamas, ovário e rins. Por isso, é um ótimo remédio para afastar gripes, resfriados e infecções em geral.


12. Óleo de coco

O ácido láurico e o ácido cáprico, presentes no óleo de coco, tem a propriedade de modular o sistema imunológico, agindo contra fungos, vírus e bactérias. Além disso, uma forma indireta de ele contribuir com a imunidade está na melhora do trabalho do intestino ao eliminar as bactérias ruins.


13. Batata yacon

Por agir estimulando o crescimento da flora intestinal benéfica, a batata yacon é efetiva no extermínio de bactérias que entram em nosso organismo por meio da alimentação. Assim, o desenvolvimento da flora intestinal proporcionado pela batata yacon ajuda diretamente na prevenção de doenças e no fortalecimento da imunidade.


14. Gérmen de trigo

O gérmen de trigo acumula vitaminas A, E e K em grandes quantidades, que possuem excelente poder antioxidante, previnem o envelhecimento das células e contribuem para o aumento da imunidade, além de ajudar a regular o sistema digestório, estimular o apetite e tonificar a pele, mantendo-a saudável. Ele também é responsável pela boa coagulação sanguínea e contribui para o fortalecimento dos ossos. O gérmen de trigo pode ser consumido em molhos, iogurtes, frutas e outros alimentos como complemento alimentar.



53 visualizações

Academia Gracie Fitness Ltda.