Câncer de Mama

Atualizado: 11 de Out de 2019


Auto-Exame:

Orientação que foi muito difundida em décadas passadas, atualmente não se encontra

ENIAB / SHUTTERSTOCK

evidência científica para sua realização com o objetivo de rastreamento do Câncer de mama, uma vez que no momento quando o tumor já é palpável pela mulher, ele está muito grande, reduzindo as chances de cura da doença.

Ficando este indicado para mulher apenas ter conhecimento do próprio corpo e procurar o seu médico em caso de algum sinal de alerta.

Sinais e Sintomas:

Alguns sinais e sintomas podem ser observados pela mulher que deve procurar seu ginecologista com maior brevidade, são eles:

∙ Presença de secreção espontânea saindo pelo mamilo de coloração rósea, sanguinolenta ou tipo água de rocha.

∙Ferimentos que coçam e não cicatrizam no mamilo ou aréola.

∙Palpação de nódulos na mama ou axilas.

∙Inflamação da pele da mama.

∙Retração do mamilo, anteriormente normal.

Exames


∙ MAMOGRAFIA


Mulher faz exame para prevenir câncer de mama (Foto: BBC)

Exame mais importante para o rastreamento do câncer de mama, pois, com este é possível detectar lesões bem pequenas, ainda não percebidas pela mulher, aumentando as chances de cura da doença e evitando também cirurgias mutiladoras.

A mamografia está indicada, segundo a Sociedade Brasileira de Mastologia a todas as mulheres anualmente a partir dos 40 anos.

Um grupo especial de mulheres devido ao histórico familiar e características genéticas podem necessitar a realização da mamografia antes dos 40 anos.


∙ A ULTRASSONOGRAFIA DE MAMAS.

Em algumas mulheres a ultrassonografia de mamas pode ser necessária se associada à mamografia para complementação diagnóstica.



Ultrassonografia

∙ RESSONÂNCIA MAGNÉTICA, pode ser indicada também como exame complementar a mamografia.

Em casos que o câncer de mama é detectado, quais são os primeiros passos?

Atualmente com a evolução tecnológica tanto no diagnóstico precoce, como no tratamento, tem conseguido ótimos resultados no controle da doença e tem se realizado muito mais cirurgias conservadoras, evitando-se a mutilação, retirando-se apenas pequenas partes das mamas.

E mesmo para aquelas mulheres que tiveram um diagnóstico mais tardio, muitas têm se beneficiado dos novos medicamentos que aumentaram a expectativa de vida destas.


PREVENÇÃO


O Câncer de mama, até o presente momento ainda não é totalmente possível de ser prevenido, em função da multiplicidade de fatores associados, porém, existem alguns fatores de risco que podem ser modificáveis e que diminuem as chances de aparecimento do câncer de mama, São eles: 


∙Controle da Obesidade, principalmente após a menopausa.

∙Prática de Exercícios físicos Regulares.

∙Evitar o consumo de bebidas alcoólicas.

∙A amamentação é um fator protetor contra o câncer de mama.


Dr Ozinei Rodrigues

Médico Ginecologista









0 visualização

Academia Gracie Fitness Ltda.